Inquietações


  

ante o explícito mistério. e a crua convergência de todos os ais. eis-me com fome eterna. suspensa. queda. neutra. perpetuamente. entre a busca do gesto e o retorno. de um gesto preciso. de um conciso gesto. rompido na ventania. aberto ao mundo. atirado a prumo e jeito de ser. despalavrado. um gesto mero. puramente. seja unção e fervor. seja desatadura. sem chamada de amigos. sem retinir inimigos. um gesto. unido. desmedido. atirado em mim.

 



Escrito por Marilena às 20h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


não anoitece ainda

a lua reformou-se

e sabe-se em flores

o chão da eternidade inteira

persegue o brilho disponível

no meu mar

enquanto um banco de areia

espelha o retrato da espera 



Escrito por Marilena às 21h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Salvador Dali

Há um cotidiano surdo
caminhando estremecido
pela impudica poesia. 

Há uma tristeza imprudente
sonhando escaladas
em vastos penhascos.

Há a carne e o osso
pensando eternidades.

Há instantes longos 
deitando-se sobre o agora.

Há a noite avassalada
pela luz do dia que salteia.

Há o tempo.

Há tempos.

 

 



Escrito por Marilena às 01h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil





BRASIL, Sudeste, SALTO, Mulher, de 36 a 45 anos, Portuguese, Italian, Livros, Cinema e vídeo, esportes



Histórico


Outros sites
 Cláudia
 Marcia Cardeal
 Marcos Pardim
 Theo G. Alves
 Vássia Silveira
 Cecília Cassal
 Célia Musilli
 Diovvani
 Cláudio Eugênio
 Valéria
 Nilson Barcelli
 Nel Meirelles
 Janaina Calaça
 Edilson Pantoja
 Clauky Saba
 Carlos Alberto Muzilli
 Fotolog do Ney
 Jornal Circuito
 Paulo Vigu
 Carlos (experimentando-me)
 Luzzsh
 Alice
 Douglas D.
 Caíla
 Alberto Serra
 Rubens da Cunha
 Marla de Queiroz
 Celina
 Octávio Roggiero Neto
 Sonia Marini
 NeyMaria Menezes